BIGtheme.net http://bigtheme.net/ecommerce/opencart OpenCart Templates
Home / Sem categoria / … e foi assim que a vida se tornou mercadoria.

… e foi assim que a vida se tornou mercadoria.

Começo esse texto pedindo que conte de um a três…
Nesse intervalo de tempo aconteceu um aborto nos Estados Unidos, pois a média de aborto deste país é de um a cada 3 segundos. Então, se a cada aborto fizéssemos um minuto de silêncio, a conta não fecharia porque nesse minuto já haveria mais 20 novas mortes pelas quais deveríamos silenciar.

As estimativas mais conservadoras dizem que já foram realizados mais de 50 milhões de abortos nos EUA desde que este passou a ser legalizado em 1973. Isso corresponde a cerca de 30% da população americana que nasceu desde a década de 70. Considerando ainda que somente cerca de 11 mil desses mais de 50 milhões de abortos são devidos aos polêmicos casos de incesto ou estupro, e que o país com o maior índice de anencefalia no mundo é o País de Gales com um índice 7 casos para 1000 nascimentos, podemos concluir que a grande parte dos abortos nos EUA são devidos à gravidez indesejada.

Porém a gravidez indesejada provém, muitas vezes, de uma castidade mal vivida e da escolha egoísta de eliminar o feto para evitar as consequências. Ainda relacionados à gravidez indesejada, países como os Estados Unidos e Inglaterra já permitem o aborto para casos de síndrome de down; e, acredito que todos saibam que, ainda que necessitem de cuidados especiais, os portadores desta síndrome podem ter uma vida normal.

Nos locais com definições mais assustadoras de gravidez indesejada, comumente na China e na Índia e com alguns casos no Canadá, já ocorreram abortos para a escolha do sexo da criança. Seguindo a lógica, nestes caso a gravidez era desejada, o sexo da criança não.

É comum também em diversos países, o aborto por algum problema financeiro durante a gravidez. Em tais casos, devido a perda do emprego de um dos pais a gravidez é interrompida somente por questões econômicas que poderiam afetar a família.

Quando os motivos para realização do aborto mencionados acima são analisados dificilmente não serão considerados egoístas, afinal denotam de escolhas dos pais para um maior conforto pessoal. Esse egoísmo se torna ainda mais evidente em casos como o da Holanda, cuja legislação permite aborto pós-parto. Tal prática é tão violenta que acredito não precisar de maiores explicações acerca de seu funcionamento.

Agora, algumas pessoas podem se perguntar o porquê que há tanto apoio ao aborto, visto que a ciência, ao mostrar o começo da vida, o considera assassinato. Ou seja, não é uma questão somente religiosa. Nos EUA existe a organização Secular Pro-Life (Seculares Pró-vida), composta por ateus e agnósticos que compreendem o aborto como crime e são contra sua legalização – estes possuem até mesmo representação na conferência ateia americana.

A questão acerca do grande apoio às posturas abortistas podem ser respondidas (na maior parte das vezes) com uma palavra: dinheiro.

Um aborto na Planned Parenthood (maior rede de clínicas abortistas dos EUA), custa entre US$300-US$9000. A mesma companhia realiza cerca de 329 mil abortos por ano (mais que um a cada dois minutos se funcionassem 24h por dia, 365 dias no ano). Neste ano de eleições nos EUA, esta empresa doou cerca de US$1.400.000 para a campanha de Barack Obama – seu governo havia concedido uma ajuda de US$3.100.000 para a Planned Parenthood.

Transpondo para o caso brasileiro: as empresas que tentam forçar a legalização do aborto no Brasil dando auxilio a ONGs que apoiam a causa, em sua maioria são companhias que vão lucrar muito caso tal prática seja aceita pela lei.

Concluo que o aborto é uma ação egoísta que tem consequências nada belas. Julgo tais consequências tão horríveis que me recuso a descrevê-la aqui.

Para terminar o texto coloco um pensamento de um filósofo ateu da Universidade do Kansas, Don Marquis:

“Se matar alguém é errado porque você tira desse alguém o valor de seu futuro, o aborto também se torna errado porque tira o valor do futuro do feto. O futuro do feto contém o mesmo valor que o meu e o seu”.

 
Bernardo da Costa
Estudante de Engenharia do Petróleo – PUC – Oficina de Valores

Fontes:

http://www.youtube.com/watch?v=NKtDVL_EmYM ( pensamento de Don Marquis e outros ateus que se opõem ao aborto – vídeo em inglês)

http://www.foxnews.com/opinion/2012/07/30/obama-administration-chooses-planned-parenthood-over-women-health/ (concessão do Obama à Planned)

www.plannedparenthood.com

http://thehill.com/video/campaign/229979-planned-parenthood-endorses-obama-launches-14m-ad-buy (doação da Planned Parenthood para acampanha de Obama)

http://www.numberofabortions.com/ (contador de abortos, contém a fonte da base do cálculo)

http://noticias.uol.com.br/ciencia/ultimas-noticias/redacao/2012/04/11/brasil-e-o-quarto-pais-com-maior-numero-de-casos-de-anencefalia.htm (índice de anencéfalos no mundo)

**com exceção do último link todos estão em inglês.

Sobre Oficina de Valores

Veja Também

Oficina Entrevista: Comunidade Jesus Menino na JMJ

A Comunidade Jesus Menino foi escolhida para representar o continente americano na Jornada Mundial da Juventude ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *