BIGtheme.net http://bigtheme.net/ecommerce/opencart OpenCart Templates
Home / Sem categoria / Onde gastar nossas energias?

Onde gastar nossas energias?

Falar em economizar energia é até engraçado, porque trabalho justamente no ramo que defende o gasto dela para nos mantermos saudáveis. Bom, meu nome é Sarah e sou Professora de Educação Física. Fico quase que um terço do meu dia falando aos meus alunos minuto a minuto que devem queimar suas calorias e reduzirem seu peso de modo que permaneçam saudáveis.

Recentemente estava partilhando com um amigo sobre as lutas diárias que temos e os problemas que encontramos, seja nos nossos relacionamentos familiares, seja entre amigos, ou mesmo amorosos, etc. Muitas das vezes (e eu me incluo muito nessas situações), gastamos nossa energia com algo que não vai nos levar a nada e mesmo assim insistimos e ainda nos estressamos com tal ideia e tais lutas.

Notei que quase sempre nos deixamos ser movidos pela emoção e/ou sentimento do momento, seja de raiva ou “alegria”; observei que logo após tal atitude nos arrependemos. Quantas e quantas vezes eu mesma já me peguei com sentimentos ruins por certas pessoas que muitas vezes não mereceram isso. Quantas vezes eu julguei as pessoas sem saber a razão de determinada atitude dela. E quantas vezes também tais pessoas nos procuram e no nosso
terrível egoísmo não as tratamos como elas merecem, não somos justos com elas. Julgar as pessoas sem conhecer a verdadeira história delas vem se tornando algo “comum” na sociedade e isso não faz bem nem a essas pessoas e nem a nós.

Não vou dizer que temos que ser “super amigos” de todas as pessoas, não é isso, até porque é muito difícil agradar a todos sempre. Em nossas vidas vão existir pessoas com as quais temos mais ou menos afinidades, pessoas que entram em nossas vidas pra ficar ou pessoas que passam. Mas, independente disso, devemos tratar a todos com o devido respeito. Lembrando que a vida é como um trem: algumas pessoas irão entrar no vagão e vão ficar mais próximas e descer na estação junto com você, outras talvez não.

Fazendo um link como minha profissão, devemos, sim, gastar nossa energia, como assim falam os diversos estudiosos de minha área, mas com algo que gerará movimento, movimento este que deve ser entendido como algo que virá para o bem. Nunca devemos entrar na vida de alguém se não temos algo para acrescentar a esse outro, pois fazer parte da vida de uma pessoa é algo muito sério.

Existem muitas coisas com as quais podemos gastar nossas energias – a leitura de um bom livro, sair com as pessoas com as quais gostamos de estar, ir ao cinema, com nossas famílias, e pegando exemplos muito específicos: correndo ou jogando bola.

Ao invés de gastar tempo discutindo com nossa mãe, nosso pai, nossos irmãos, nossos amigos, colegas, conhecidos, etc; devemos investir nosso tempo e energia em fazer a eles o bem, mesmo que muitas vezes eles não nos retribuam da mesma forma. A energia que gastamos com coisas boas nunca é perdida e sim renovada, sempre! E isso a fisiologia do exercício explica muito bem, através dos sistemas de bioenergética, que renovam essas energias e, quanto mais esse sistema é utilizado, mais reservas terão, ou seja, quanto mais bem você conserva, mais terá para utilizar, é um ciclo (como explica também a bioquímica).

E é exatamente assim que funciona na nossa vida, nos nossos relacionamentos, e principalmente na vida espiritual. Quando nos “gastamos” fazendo o bem, nos renovamos. E o contrário é verdadeiro, quando nos gastamos fazendo o mal ficamos cansados e sem forças.

Portanto, aquilo que lhe incomoda, que lhe esgota, que não lhe faz bem, é melhor realmente que seja abstraído e que se economizem energias para situações que valerão o seu gasto e irão lhe exigir mais. Não sei ao certo a situação de cada um, mas sei que é possível economizarmos nossos esforços para fazermos o bem ao outro da mesma forma que desejamos que seja feito a nós. Portanto, meus caros leitores, que tal começarmos com uma bela corrida ou uma caminhada intensa de casa para a escola, faculdade, trabalho, ou grupo que frequentamos diariamente?


Sarah Kreuger
Professora de Educação Física – Oficina de Valores

Sobre Oficina de Valores

Veja Também

Oficina Entrevista: Comunidade Jesus Menino na JMJ

A Comunidade Jesus Menino foi escolhida para representar o continente americano na Jornada Mundial da Juventude ...

3 Comentários

  1. Anderson Dideco

    Meditação excepcional, Sarah! Parabéns pelo "link" certeiro entre tua profissão e a realidade contemporânea. É um dom q nem tds temos: perceber c sensibilidade o mundo à nossa volta, e o que o nosso dia a dia tem a nos dizer.

  2. Gostei mt da reflexão Sarah! Eu que tbm sou da área de saúde (fisioterapia) me identifiquei mt com o texto, mts vezes passamos o dia aconselhando os pacientes a se cuidarem, o q é muito importante tbm, mais mt vezez esquecemos dos verdadeiros cuidados com nós mesmos e com o próximo! Adorei o texto, pq essa leitura me ajuda como profissional e como pessoa! Beijos! Gabi Holanda =)

  3. Parabéns "chefa", gostei de ver, ainda mais participando do seu processo de conversão diaria, principalmente vivênciando suas lutas diarias. Sem dúvida esse seu texto me fortaleceu… Eduardo Bitencort

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *